uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Óleo à porta do Colégio Conde de Sobral para as pessoas escorregarem
Entrada do Colégio Conde de Sobral, em Almeirim, já foi vandalizado seis vezes nos últimos 30 dias foto DR

Óleo à porta do Colégio Conde de Sobral para as pessoas escorregarem

Instituição da Misericórdia de Almeirim vandalizada pela sexta vez

Edição de 27.07.2018 | Sociedade

A entrada do Colégio Conde de Sobral, em Almeirim, pelo lado da urbanização das Taipas, já foi vandalizada seis vezes nos últimos trinta dias, com o derramamento de óleo no piso, que tem por objectivo fazer as pessoas escorregarem. Na manhã de segunda-feira, 23 de Julho, quando as primeiras funcionárias chegaram às instalações depararam-se com mais um acto de vandalismo nessa entrada secundária, que tem estado a ser utilizada provisoriamente como principal devido às obras do parque de estacionamento contíguo ao colégio. As funcionárias colocaram cartões no chão para permitir a passagem e evitar acidentes.
A Santa Casa da Misericórdia de Almeirim, proprietária do colégio, que funciona no antigo hospital, já apresentou queixa na GNR contra desconhecidos. A directora do colégio, Joana Fernandes Homem, refere a O MIRANTE que a presença do óleo no pavimento é bastante perigoso, atendendo a que é uma zona de passagem de crianças, que podem escorregar e ficar feridas.
Joana Fernandes Homem explica que esta situação começou a acontecer quando se iniciaram as obras do parque de estacionamento na zona conhecida por cerca do hospital e que pertence à Misericórdia. Desde essa altura, há cerca de um mês, foi necessário interditar o acesso ao espaço onde está a ser feito o parque e que já era utilizado para estacionamento. A directora, que fala em actos de falta de educação e falta de civismo, diz que devido às coincidências estes casos só podem estar relacionados com as obras do parque.
Devido aos trabalhos o colégio teve também de alterar o sistema de entrada das crianças durante a manhã, que passou a fazer-se pelo portão norte, nas traseiras da instituição, em vez da entrada pela zona do mercado municipal, como era habitual. Esta situação levou também a que o município fizesse alterações à circulação na rua que serve a urbanização, passando a ter sentido único.

Óleo à porta do Colégio Conde de Sobral para as pessoas escorregarem

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...