uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Anterior programador do Teatro Virgínia vai programar actividade cultural de Santarém

Edição de 24.08.2018 | O MIRANTE dos Leitores

Se ele conseguir fazer em Santarém, nomeadamente no Teatro Sá da Bandeira, o que fez em Torres Novas no Teatro Virgínia, vai ter sucesso. Não sei quem fazia a programação no tempo do Moita Flores mas era uma programação bem feita. Alguns podem dizer que se gastava muito...pois, sem ovos não se fazem omeletas, diz o povo com razão.
Já agora que não abuse da utilização de artistas locais. Os artistas ou são bons ou não são e se o artista local só conseguem ter público (e pouco) na terra, graças a amigos e família, não é lá grande coisa.
Os munícipes de Santarém têm direito a ver bom teatro e a ouvir bons músicos e cantores, nomeadamente nacionais, em condições boas como são as do Sá da Bandeira. Pagam o seu bilhete e assistem, sem ter que gastar dinheiro, para ir ver esses artistas a Lisboa pagando bilhetes mais caros e ainda os transportes.
Essa coisa de gastar milhares de euros em festas ao ar livre sem cobrança de bilhetes e com artistas concentrados em três ou quatro dias com o público de pé, nomeadamente pessoas com mais idade e depois não haver dinheiro para ter esses artistas no palco do Sá da Bandeira com público a pagar entradas é uma treta. Uma verdadeira treta.
João Hélder C. Moreira

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...