uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
“Tila” da Raposa resistiu nove anos a doença rara
Tila tinha 38 anos e lutava contra a doença há alguns anos foto DR

“Tila” da Raposa resistiu nove anos a doença rara

Vítor Coelho morreu com uma síndrome que provocava tumores pelo corpo

Edição de 24.08.2018 | Sociedade

Morreu Vítor Coelho, mais conhecido por Tila, que lutava contra uma doença rara há vários anos. Tila faleceu na madrugada de domingo, 19 de Agosto, aos 38 anos, e o funeral realizou-se na manhã do dia seguinte, na Raposa, concelho de Almeirim, a sua terra natal. Vítor sofria de uma doença chamada Síndroma de Paraganglioma e Feocromocitoma Familiar que provoca tumores pelo corpo.
Nos últimos tempos estava a sofrer bastante e desde o início do ano que o seu estado de saúde piorava de dia para dia, ao ponto de já não conseguir fazer as tarefas mais básicas, precisando de ajuda para tudo. Já não conseguia expressar-se nem comer sozinho. Na sexta-feira, dia 17, foi em estado já muito grave para o Hospital de Santarém, onde a irmã, que sempre o acompanhou, trabalha como enfermeira. Quando deu entrada na unidade hospitalar já se esperava este desfecho.
O primeiro tumor surgiu em 2009 e depois de tratado provocou a falência de um dos rins. Em 2013 surgiu um segundo tumor que tentou combater com o tratamento com células dendríticas. A doença de Vítor Coelho mobilizou a comunidade da Raposa e de Almeirim com os amigos a organizarem diversos eventos de solidariedade para angariar dinheiro para que Tila conseguisse fazer os tratamentos que só se realizam na Alemanha.
O jovem decidiu fazer os tratamentos na Alemanha depois dos médicos portugueses lhe terem dito que o seu cancro, situado na zona do sacro (entre as zonas pélvica e lombar) ser considerado inoperável. Vítor lutou durante vários anos contra a doença. Tila foi jogador de futebol durante 14 anos no clube da sua terra, o Grupo Desportivo Raposense, que manifestou o pesar pela sua morte.

“Tila” da Raposa resistiu nove anos a doença rara

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...