uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Suspeitos das tentativas de violação em Santarém continuam em liberdade

Casos passaram-se no dia 15 de Setembro e causaram alarmismo na cidade. Os dois homens foram detectados pela PSP quando caminhavam para a estação da Ribeira de Santarém, para apanharem o comboio para o Entroncamento, onde residem. O facto de um deles já ter sido suspeito do mesmo crime há um ano facilitou o trabalho dos agentes, mas ainda não há elementos suficientes para os deter.

Edição de 03.10.2018 | Sociedade

Os dois suspeitos de tentarem violar uma comerciante e uma turista inglesa, de 61 anos, na cidade de Santarém, no dia 15 de Setembro, ainda não foram presentes a primeiro interrogatório, porque ainda estão a decorrer investigações e perícias para comprovar os indícios do crime. Os homens, residentes no Entroncamento, continuam em liberdade e a Polícia Judiciária, que entretanto tomou conta do caso, está a recolher elementos.
A PSP identificou os suspeitos no sábado, 15 de Setembro, depois do alerta das vítimas e quando os suspeitos, de 23 e 30 anos, se preparavam para abandonar a cidade. Os homens foram detectados quando se deslocavam para a estação de comboios na Ribeira de Santarém para embarcarem para o Entroncamento. Quando foram abordados pelos agentes da Polícia de Santarém, que tinham iniciado momentos antes uma busca pela cidade, não ofereceram resistência.
Os polícias conseguiram chegar aos suspeitos, de nacionalidade portuguesa, depois de a turista ter identificado através de uma fotografia um dos suspeitos, que já tinha sido referenciado pelo mesmo crime há um ano no Entroncamento. A investigação a esta tentativa de violação não comprovou os factos.
Conforme O MIRANTE já noticiou, os suspeitos tinham estado num bar no Vale de Santarém, de onde saíram de madrugada para Santarém. Pouco antes das 8h00 atacaram uma comerciante do centro histórico que se dirigia para o seu estabelecimento. A vítima foi agarrada por trás numa travessa perto da Praça Sá da Bandeira (Largo do Seminário) e escapou porque os seus gritos fizeram com que aparecessem pessoas e os suspeitos fugissem.
Depois deste ataque os homens dirigiram-se para a zona da Escola Sá da Bandeira, no bairro de S. Bento, para descerem a escadaria que liga à calçada de Santa Clara, que dá acesso à Ribeira de Santarém, para irem para a estação de comboios. Na zona das escadas encontraram a turista que caminhava a pé para o centro da cidade e que foi obrigada a mexer no órgão sexual de um deles.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido