uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Festival da Terceira Idade assinala Dia do Idoso na Misericórdia de Pernes
Festival da Misericórdia de Pernes visa dar um dia diferente aos mais velhos

Festival da Terceira Idade assinala Dia do Idoso na Misericórdia de Pernes

Participaram na festa mais de meio milhar de seniores de 15 instituições da região.

Edição de 10.10.2018 | Especial Dia do Idoso

A Santa Casa da Misericórdia de Pernes assinalou o Dia do Idoso com o Festival da Terceira Idade, que decorreu na sexta-feira, 28 de Setembro. O evento juntou mais de meio milhar de seniores de cerca de 15 instituições da região de Santarém, que participaram, ao longo do dia, em diversas actividades de convívio e partilha.
O provedor da Santa Casa da Misericórdia de Pernes, Manuel João Frazão, disse a O MIRANTE que o festival pretendeu, de forma muito simples, celebrar o Dia do Idoso, embora a sua data oficial seja 1 de Outubro. “A última actividade, que ficou para o fim do festival, foi recorrer às suas memórias e tornar os nossos idosos mais felizes com artistas que cantam canções que eles tanto gostam”, referiu. O evento contou no final com o grupo Sons do Minho, que animou o resto da tarde. Antes, a tuna Arriba-Ó-Tunapikas, composta por estudantes de Enfermagem, também marcou o dia com as suas músicas e boa disposição.
Manuel Frazão sublinhou que o Dia do Idoso na Santa Casa da Misericórdia de Pernes “é um dia diferente mas pouco”, porque, sublinha, a instituição “faz com que os idosos se sintam felizes todos os dias”. Ali são desenvolvidas actividades destinadas a essa faixa etária e há também iniciativas no exterior, como o passeio que recentemente teve como destino Fátima e Nazaré.
O provedor da Misericórdia de Pernes tem consciência de que um dos problemas da sociedade actual é a solidão e o isolamento a que estão sujeitos os mais velhos, nomeadamente os que não contam com uma rede familiar coesa e próxima. “Os mais velhos naturalmente têm um grave problema, que é o das suas famílias, no quadro da vida moderna, não terem tempo para estar com eles e conviver com eles, quer seja durante o dia quer seja durante a noite”, constata Manuel Frazão. E acrescenta: “A grande fragilidade que os idosos têm é a solidão da noite e essa só pode ser combatida vindo eles para as instituições. É por esta panóplia de actividades que os idosos sentem a necessidade de vir para as instituições e misericórdias do nosso país”.

Festival da Terceira Idade assinala Dia do Idoso na Misericórdia de Pernes

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido

    Destaques