uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Águas do Vale do Tejo conclui investimentos de mais de 8 milhões em Mação
Maria do Céu Albuquerque, presidente do município de Abrantes, Carlos Martins, secretário de Estado do Ambiente e Vasco Estrela, autarca de Mação, marcaram presença na assinatura do contrato

Águas do Vale do Tejo conclui investimentos de mais de 8 milhões em Mação

Empresa aproveitou para anunciar novos investimentos no sistema de abastecimento de água e também no de saneamento básico.

Edição de 06.02.2019 | Política

A empresa Águas do Vale do Tejo concluiu um pacote de investimentos no concelho de Mação que rondou os oito milhões de euros nos sistemas de abastecimento de água e aproveitou para apresentar, no dia 24 de Janeiro, novos projectos quer de abastecimento de água quer de saneamento básico.
José Manuel Sardinha, presidente da Águas do Vale do Tejo, anunciou investimentos na ordem dos 4,3 milhões de euros em Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) no concelho de Mação, dando prioridade às freguesias de Envendos e Carvoeiro, tendo em conta os “problemas ambientais e de saúde pública associados”.
Foram ainda anunciadas as conclusões do abastecimento de água a Mação através do Sistema do Brejo, (3,9 milhões de euros), à zona norte do município através do sistema de Castelo de Bode (2,1 milhões de euros), o abastecimento a Cardigos (900 mil euros) e a concessão e construção da ETAR de Mação (1 milhão de euros).
Os investimentos foram apresentados durante a cerimónia da assinatura do contrato da empreitada do sistema de Ortiga, que decorreu na Câmara de Mação, na presença do secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins.
A empreitada adjudicada para Ortiga pretende assegurar a reabilitação do sistema de abastecimento de água potável, mediante a remodelação geral das infraestruturas existentes, em particular ao nível das condutas adutoras e reservatórios.
Nesta obra vão ser construídos cinco quilómetros de condutas de abastecimento e dois novos reservatórios, o de Pontão, com duas células de 100 m3, equipado com um sistema de filtração e desinfecção, e o da Lagoinha, com 100 m3. Está prevista ainda a reabilitação do reservatório do campo de futebol. Estas intervenções vão permitir reforçar a qualidade do abastecimento a uma população de cerca de 640 habitantes. A empreitada está orçada em 640 mil euros.

Guarda-rios para vigiar o Tejo

O secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins, marcou presença na cerimónia em Mação e falou sobre os problemas de poluição que afectaram o rio Tejo e também das medidas tomadas ou a tomar para combater esse problema. “Aquilo que vimos aqui acontecer há dois anos não tem qualquer comparação com a situação actual”, defendeu o governante.
O importante agora é “manter aquilo que foi conseguido converter”. Para esse efeito o secretário de Estado considerou ser imperativa a vigilância e nesse sentido, a solução passa pela colocação de vigilantes da natureza, na gíria denominados de guarda-rios, que têm como função vigiar, fiscalizar e monitorizar os recursos naturais nos meios hídricos. Esses vigilantes vão ter meios próprios para fazer recolhas de água para análise sempre que necessário. Poderão ainda detectar incêndios e situações de caça e pesca ilegais nas áreas ribeirinhas sob sua alçada.

Águas do Vale do Tejo conclui investimentos de mais de 8 milhões em Mação

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...