uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Câmara defende ampliação do Hospital Vila Franca de Xira

Presidente do município elogia a qualidade do serviço dessa unidade de saúde.

Edição de 06.02.2019 | Sociedade

O Hospital Vila Franca de Xira (HVFX) precisa de ser ampliado e reforçado o número de camas para internamento. Essa é a convição do presidente do município, Alberto Mesquita (PS), que já fez chegar a preocupação ao Ministério da Saúde e à gestão da própria unidade hospitalar.
Na visão do autarca, o elevado número de utentes é uma consequência directa da qualidade do serviço, que leva a que mais gente procure a unidade vilafranquense. Em particular a maternidade. Alberto Mesquita falou sobre o assunto na última reunião pública de câmara, depois de questionado pelos vereadores da CDU sobre os problemas sentidos recentemente nas urgências devido ao fluxo elevado de utentes.
Para o autarca, a falta de camas no internamento deve-se ao facto de muitos doentes permanecerem no hospital mesmo depois de curados, consequência da falta de uma rede organizada na comunidade de cuidados paliativos e continuados. “Se não resolvermos a rede no seu todo, o hospital sozinho não consegue resolver e o governo tem de encontrar soluções para isso”, critica.
O Hospital Vila Franca de Xira é um hospital público que desde 1 de Junho de 2011 é gerido através de um modelo de parceria entre o Estado Português e o Grupo José de Mello Saúde. É um hospital geral e distrital que possui valências básicas, intermédias e diferenciadas, em regime de internamento e ambulatório, integrando a prestação de cuidados urgentes classificados como médico-cirúrgicos. A Segurança Clínica é uma das grandes apostas daquele hospital, que é acreditado pela Joint Commission International (JCI) e tem obtido a classificação de qualidade, ao nível da excelência clínica III, em Cirurgia de Ambulatório, Cuidados Intensivos, Ginecologia e Ortopedia, de acordo com resultados do Sistema Nacional de Avaliação em Saúde, da Entidade Reguladora da Saúde. As especialidades Neurologia Obstetrícia e Pediatria obtiveram o nível II de excelência clínica.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...