Sociedade | 06-12-2004 10:30

Discussão de novas metas para emissões poluentes

Cerca de 190 países, entre os quais Portugal, começam hoje em Buenos Aires a debater a necessidade de definir novas metas de redução das emissões poluentes, no âmbito do combate às alterações climáticas.A Convenção Quadro das Nações Unidas para as Alterações Climáticas reúne este ano na capital argentina, até ao próximo dia 17, tendo como principal objectivo fazer um balanço dos seus dez anos de funcionamento.

O secretário de Estado do Ambiente português, Jorge Moreira da Silva, que representará o Governo na Conferência, disse à Agência Lusa que outro dos aspectos importantes da reunião será "assinalar a importância do Protocolo de Quioto poder entrar em vigor".Depois de a Rússia ter ratificado o Protocolo, permitindo a sua entrada em vigor (prevista para Fevereiro), esta conferência irá debater a necessidade de alargar o acordo a mais países, como os Estados Unidos."Esta cimeira é uma oportunidade de dialogar com os Estados Unidos para os convencer a cumprir Quioto e para mostrar que é possível cumprir o Protocolo a um custo económico mais baixo", declarou Moreira da Silva.No entanto, o secretário de Estado considerou que "não devem existir expectativas exageradas" em relação a este tema. Moreira da Silva, que foi relator permanente do Parlamento Europeu para as alterações climáticas, vai aliás participar num debate onde tentará mostrar que a União Europeia conseguirá cumprir Quioto com um custo económico de menos 35 por cento graças ao comércio de emissões poluentes (mercado em que as indústrias europeias podem, a partir de Janeiro, comprar direitos para poluírem).Em Buenos Aires vai iniciar-se ainda a discussão sobre o segundo período do Protocolo de Quioto, a partir de 2012, já que actualmente só estão definidas regras de redução de emissões poluentes até essa data.Em Buenos Aires será ainda definido o plano de acção da rede ibero-americana de alterações climáticas para facilitar a aplicação de medidas de combate às emissões poluentes nalguns países em vias de desenvolvimento, uma proposta portuguesa aprovada em Outubro no IV Fórum Ibero- Americano de Ministros do Ambiente que decorreu em Cascais.Portugal vai apresentar durante a conferência dois projectos: o SIAM - estudo científico dos efeitos das alterações climáticas em Portugal e um projecto de sumidouros de carbono (floresta usada para "sugar" dióxido de carbono) do Parque Natural da Peneda-Gerês.Até ao dia 14 decorrem em Buenos Aires os trabalhos mais técnicos e apartir daí abre-se o segmento ministerial, prevendo-se a participação de 70 ministros do Ambiente.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo