Sociedade | 08-12-2004 00:57

Santa Margarida prepara forças para a NATO

Setecentos militares da Brigada Mecanizada Independente (BMI) andaram cinco dias a treinar tácticas e a testar a operacionalidade do único agrupamento do Exército português que vai integrar a Força de Intervenção Rápida da Nato (NRF). O quartel deste moderno grupo de combate está instalado no Campo Militar de Santa Margarida, Constância. O exercício, que serviu para fazer uma primeira avaliação do estado de prontidão do agrupamento, terminou na manhã de sexta-feira, dia 3, com uma sessão de fogos reais. Foi o culminar de muitas horas de acção que obrigaram os militares a rastejaram na lama, a puxar pela cabeça para serem mais espertos que o inimigo e iludi-los. Foi treinar no duro situações que podem acontecer num cenário de conflito militar.A responsabilidade de constituir um grupo destes, do qual se exige uma prontidão de 5 a 30 dias, impunha elevados graus de planeamento e comando. De articulação e desempenho ofensivo ao nível dos outros países da NATO (Organização do Tratado do Atlântico Norte).O exercício foi acompanhado por três oficiais da Brigada Estremadura 11, sedeada em Badajoz, já que a agrupamento português vai estar integrado num comando espanhol. Tudo tem que ser calculado e preparado ao pormenor. Até porque a NRF tem que ser uma força tecnologicamente avançada, flexível, capaz de actuar onde for necessário. O aprontamento deste agrupamento iniciou-se em Outubro. Espera-se que a sua capacidade táctica e ofensiva seja certificada internacionalmente no primeiro semestre de 2005, condição essencial para poder integrar a força da Nato. Prevê-se que no período de 1 de Julho de 2005 11 de Janeiro de 2006 o agrupamento possa estar apto a integrar a NRF. Na sua edição semanal O MIRANTE publica reportagem mais detalhada sobre este assunto.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Edição Vale Tejo