Sociedade | 10-12-2004 16:47

Jornalista condenado a 11 meses de prisão com pena suspensa

O jornalista Manso Preto foi hoje condenado a 11 meses de prisão com pena suspensa durante três anos por ter recusado revelar em tribunal as suas fontes enquanto testemunha num processo de tráfico de droga.Manso Preto é colaborador do semanário Expresso e foi arrolado como testemunha de defesa no caso dos irmãos Pinto, camionistas acusados de tráfico de droga, mas tendo sido questionado em tribunal sobre matérias de que tomou conhecimento enquanto jornalista invocou o seu dever de sigilo profissional para não revelar o nome da fonte.O caso chegou ao Tribunal Constitucional, que determinou a quebra do segredo profissional, tendo o jornalista mantido a recusa, alegando que isso prejudicaria a sua actividade profissional.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo