Sociedade | 16-12-2004 12:32

Governo deixa Hospital de Vila Franca lançado

O concurso público internacional para a concepção, construção e gestão do novo Hospital de Vila Franca de Xira deverá ser lançado até à primeira semana de Fevereiro. Se assim for, o novo hospital poderá estar pronto em 2009. A garantia foi dada pelo ministro da Saúde numa conversa com a presidente da câmara.Luís Filipe Pereira não marcou presença na cerimónia de assinatura da cedência do terreno para a nova unidade, mas a informação foi confirmada pela sub-directora da Direcção Geral de Património.Maria Manuela Brandão representou o Governo na cerimónia que decorreu na manhã de quarta-feira, 15 de Dezembro, nos Paços do Concelho. A responsável não foi tão precisa quanto o ministro e afirmou que o concurso público “deverá ser lançado no primeiro trimestre de 2005”. O acto atrasou-se porque a transferência do terreno para a posse do Ministério da Saúde não chegou a concretizar-se na data prevista, ou seja, até 31 de Março. A situação financeira do país também contribuiu para o impasse.De acordo com o calendário previsto e as declarações do ministro da Saúde no dia 15 de Janeiro quando assinou o acordo estratégico, o concurso deveria ser lançado até ao final do ano.“À nossa frente ainda está o hospital de Braga", afirmou a presidente da Câmara de Vila Franca de Xira, Maria da Luz Rosinha "Esperamos que este momento tenha lugar o mais rapidamente possível", sublinhou.O novo hospital da cidade vai ser construído no sistema de parcerias público-privados num terreno com 95 mil metros quadrados, a Norte da Cidade, no lugar da Charneca, perto de Povos. O terreno foi avaliado em dois milhões de euros e adquirido a um particular por permuta pelo Município.A unidade de saúde vai substituir o Hospital de Reynaldo dos Santos que tem 50 anos e está num dos núcleos mais antigos e densos da cidade. A falta de condições dos funcionários e utentes e a dificuldade do acesso das ambulâncias que têm de atravessar uma cidade onde o trânsito está quase sempre lento, dificultam o socorro a prestação dos serviços de saúde a dezenas de milhares de utentes.A nova unidade deverá servir aproximadamente 250 mil habitantes, dos quais mais de 50 por cento residem no concelho de Vila Franca de Xira. Os restantes pertencem aos concelhos de Benavente, Alenquer, Azambuja e Arruda dos Vinhos, cujas câmaras irão financiar parte dos acessos ao novo hospital.A unidade irá ter valências básicas e intermédias incluindo cirúrgicas, materno-infantis e serviço de urgência.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1376
    07-11-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1376
    07-11-2018
    Capa Vale Tejo