Sociedade | 04-01-2005 15:41

Diário da República Electrónico com página gratuita para deficientes

Uma nova página do Diário da República Electrónico vai estar disponível gratuitamente e com uma formatação mais acessível para cegos a partir de quinta-feira, mas conta já com cerca de uma centena de interessados. Uma iniciativa conjunta da Imprensa Nacional Casa da Moeda (INCM) e do Secretariado Nacional de Reabilitação e Integração de Pessoas com Deficiência (SNRIPD), com vista a facilitar o acesso de pessoas com necessidades especiais ao Diário da República Electrónico (DRE).Apenas acessível apenas a deficientes, o site terá especificidades como explicação de imagens, identificação de títulos e sub-títulos e outros marcadores especiais, além da função que já existe no portal normal de permitir a impressão em Braille. Para que o sistema funcione, os invisuais necessitam de um aparelho ligado ao computador que faz a transcrição directa em Braille ou um sintetizador de voz. O que não está previsto no âmbito do acordo.De acordo com Sandra Costa, da INCM, mantém-se o site do Diário da República, mas foi criado "um portal paralelo de acesso gratuito e com uma formatação específica que visa facilitar a navegação a pessoas com deficiências várias, mas sobretudo aos cegos e amblíopes".O SNRIPD compromete-se a tratar das inscrições a partir dos pedidos, mediante informação escrita de pessoas individuais ou colectivas integradas nas pessoas com deficiências.Para isso, basta a apresentação da certidão multiuso (uma certidão médica que os deficientes possuem e que serve para todos os efeitos) para que o interessado seja inscrito. Inscrições que podem feitas individualmente ou através de associações de deficientes que, como intermediárias, podem tratar de todo o processo.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Médio Tejo