Sociedade | 06-01-2005 15:07

Brisa foi condenada a indemnizar automobilista

Acórdão do Supremo Tribunal de Justiça cria nova jurisprudência O Supremo Tribunal de Justiça condenou, pela primeira vez, a Brisa a indemnizar um automobilista que se despistou após colidir com um cão na A2. A decisão abre esperança aos familiares da jovem de Santarém que perdeu a vida na A1, após colidir com um javali que se atravessou na via. O processo encontra-se a decorrer.O Supremo Tribunal de Justiça responsabilizou e condenou a Brisa pelo acidente provocado por um cão que se atravessou na faixa de rodagem da A 2, na zona de Palmela. O processo foi interposto pela vítima do acidente, advogado de profissão. A empresa vai ter de pagar 18.000 euros. O caso é semelhante ao ocorrido há cerca de 5 anos na A 1 na zona do Carregado, quando um javali foi atropelado por uma viatura conduzida por uma jovem de Santarém que acabou por falecer na sequência do acidente. A família da vítima moveu um processo contra a Brisa, que ainda não entrou na fase de julgamento, e acredita que esta decisão judicial abre esperanças quanto à responsabilização da concessionária de autoestradas, pois cria nova jurisprudência.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo