Sociedade | 26-01-2005 17:06

Estacionamento subterrâneo de Tomar abre em Fevereiro

O parque de estacionamento subterrâneo no centro histórico de Tomar deverá abrir ao público no dia 14 de Fevereiro, apesar do processo judicial que opõe a autarquia à concessionária.Em causa está o pagamento de 750 mil euros que são reclamados pela concessionária, a empresa Parque T, junto da câmara municipal, referentes a obras de consolidação da encosta sobranceira ao edifício dos Paços do Concelho.Após várias reuniões entre as duas partes, a empresa decidiu abrir o parque, aguardando uma decisão judicial sobre essa verba, explicou o presidente da Câmara de Tomar, António Paiva."Há um processo em tribunal, visto que a câmara entende que esta questão deve ser clarificada", disse o autarca.Apesar da obra estar concluída há algum tempo, a empresa tem adiado a abertura do parque devido à recusa da autarquia em pagar as obras a mais, reclamadas pela Parque T."Há circuitos por completar dentro da cidade, que justificam a necessidade de transportes complementares à rede já existente", salientou o autarca, eleito pelo PSD.Quanto ao parque de estacionamento subterrâneo que vai ser aberto em Fevereiro, o presidente da Câmara revelou que já foi aprovado o seu regulamento interno de utilização, bem como as respectivas tarifas, que atingem um máximo de 80 euros mensais.Por hora, o custo é de 80 cêntimos e os utilizadores poderão optar por tarifas mensais de 60 ou 40 euros, conforme corresponda a horários diurnos ou nocturnos.O parque de estacionamento tinha um orçamento inicial de 3,35 milhões de euros, com capacidade para 180 lugares, e vai estar concessionado por 20 anos à Parque T.Em paralelo, a autarquia está a construir um outro parque subterrâneo na zona desportiva, com capacidade para 300 lugares, com apoios do Programa Polis, e que será gerido directamente pelo município.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo