Sociedade | 16-02-2005 10:26

Celeiros transformados em salas de chuto

Centenas de kits, limões, caricas, garrafas de água, rolos de prata, preservativos e pingos de sangue. Tudo isto se encontra nos montes de resíduos perigosos que estão à mercê de qualquer criança em dois celeiros utilizados por toxicodependentes em Samora Correia.O espaço que noutros tempos guardou os cereais da empresa agrícola Lopes & Lima, e onde permanece um secador, não tem portões e há vários meses que foi ocupado por consumidores e pequenos traficantes de droga. O pior é que os celeiros ficam junto de um caminho utilizado por dezenas de jovens no caminho entre a casa e a escola e é apetecido para alguns namoricos como constatou o MIRANTE numa das nossas visitas. Reportagem desenvolvida na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo