Sociedade | 17-02-2005 21:29

DRARO inflaciona taxas para equilibrar contas

A Direcção Regional de Agricultura do Ribatejo e Oeste passou a cobrar grande parte dos serviços prestados aos agricultores. Os que já eram pagos sofreram também uma actualização. Tudo em nome do equilíbrio orçamental.José Tavares é daqueles agricultores que gostam de ver as suas propriedades num “brinco”. E nem sequer lhe passa pela cabeça fazer algo que possa ir contra a lei. O problema é que a lei é cada vez mais penalizadora para quem quer ser cumpridor. Em Outubro do ano passado José Tavares, residente em Tancos, Vila Nova da Barquinha, deslocou-se à zona agrária de Torres Novas para obter uma licença de corte para meia dúzia de sobreiros, queimados num incêndio do Verão passado. Mas acabou por vir de lá de mãos a abanar. É que, ao contrário de anos anteriores, em que a licença era grátis, desta vez pediram-lhe 30 euros.“Isto é uma roubalheira”, exalta-se o agricultor, adiantando que se está a penalizar quem tenta manter as terras limpas, para precaver incêndios. “Todos os anos invisto centenas de euros para que uma máquina me deixe tudo limpinho. Já pago taxas para fazer queimadas. Só faltava agora ter de pagar e esperar quase um ano para poder cortar meia dúzia de sobreiros queimados por incúria dos meus vizinhos, que deixam os seus terrenos ao Deus dará”.José Tavares é uma das vítimas do despacho interno emanado pela Direcção Regional de Agricultura do Ribatejo e Oeste (DRARO) em Junho do ano passado. O despacho, a que O MIRANTE teve acesso, reporta à portaria n.º 166/2004 que veio regular, actualizando, o valor dos serviços a prestar pelas direcções regionais de Agricultura.Mas não é só. No mesmo despacho é considerado ainda que a actualização dos serviços “é um importante contributo para o equilíbrio orçamental” da DRARO. Por isso, a partir de 3 de Junho de 2004, grande parte dos serviços prestados pela entidade passaram a ser mais caros, em alguns casos com um aumento superior a 100 por cento. E os que eram grátis passaram a ser pagos.Mais desenvolvimentos na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Médio Tejo