Sociedade | 22-02-2005 10:14

Prédio da rua Direita “despejado” até 1 de Março

A Câmara de Coruche estabeleceu o dia 1 de Março como data limite para executar o despejo administrativo do prédio situado na rua Direita, nos números 92, 94 e 96, numa acção que já tinha sido determinada coercivamente. A autarquia aguardava que o inquilino do prédio, que possui uma loja de comércio no rés-do-chão, encontrasse um local alternativo, o que acabou por acontecer, na mesma rua, após a concessão de mais dez dias para chegar a uma solução.Após a realização do despejo administrativo do prédio, segue-se a demolição. Segundo o presidente da Câmara de Coruche, Dionísio Mendes, a demolição vai avançar, independentemente da posição do proprietário que, de acordo com o autarca, não tem respondido às notificações da câmara. “No final da demolição vamos pedir uma indemnização no valor dos gastos que tivemos com este processo”, assegurou. Recorde-se que aquele prédio da rua Direita está em risco de ruína há vários meses, numa das artérias mais movimentadas do centro histórico da vila, o que levou a câmara a determinar o seu despejo administrativo e demolição

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1351
    16-05-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1351
    16-05-2018
    Capa Médio Tejo