Sociedade | 01-03-2006 17:57

Prémio Carlos Gaspar divide Samora

A poetisa Piedade Salvador, a Associação Teatral “Os Revisteiros” e a Companhia das Lezírias receberam duas nomeações cada para a atribuição do Prémio Carlos Gaspar. Um conjunto de personalidades foi nomeado com um voto cada. O galardão instituído pela Junta de Freguesia de Samora Correia perpetua a figura do intelectual e dirigente associativo que serviu a biblioteca local durante mais de 30 anos. O prémio distingue uma personalidade ou instituição da freguesia que se destaque pelos relevantes serviços prestados à comunidade.A decisão de atribuição do prémio passa agora pela reunião do júri que integra todas as colectividades, associações e instituições da freguesia. Para além das três propostas, foram nomeados a poetisa Isabel Alemão, a educadora Maria Efigénia Machado, os médicos Manuel Gonçalves (a título póstumo) e Joaquim Salvador Roque, o fundador do Desportivo de Samora Correia, Chico do Porto (a título póstumo) e o dirigente associativo e antigo funcionário da junta de freguesia César Falua.No último ano, o prémio não foi atribuído porque não houve consenso no conselho consultivo.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1360
    19-07-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1360
    19-07-2018
    Capa Vale Tejo