Sociedade | 21-03-2006 16:31

Abrantes vai ter centro técnico agro-alimentar para fiscalizar produtos tradicionais

Os produtos tradicionais portugueses como os enchidos ou os queijos vão contar a partir de Julho com um centro tecnológico em Abrantes exclusivamente dedicado à produção agro-alimentar, fiscalizando a qualidade dos produtos e garantindo a sua adaptação ao mercado.Em declarações à Agência Lusa, Nelson Carvalho, presidente da Câmara de Abrantes, explicou que o Centro Tecnológico Alimentar (CTA) deverá abrir ao público no início do segundo semestre deste ano e visa melhorar a oferta de produtos tradicionais da região e do país.Muitos dos produtos tradicionais têm grande sucesso no mercado mas não conseguem entrar nas grandes superfícies nem garantir níveis regulares de produção elevada o que condiciona a afirmação dos projectos empresariais existentes.No Ribatejo, no Alentejo e nas Beiras "o sector agro-alimentar é fundamental" e é "importante olhar para os produtos que nós temos e pensar como é que lhe podemos incluir mais valor", considerou Nelson Carvalho, salientando que ao CTA irá caber a responsabilidade de apoiar os projectos de comercialização de alguns bens como queijos, enchidos, mel ou presunto.O CTA está incluído num tecnopólo que conta com a parceria de empresas, autarquias e Instituto Politécnico de Tomar, denominado "Tagus Valley" e poderá depois avançar para a fiscalização de "normas de certificação da saúde alimentar".O CTA foi instalado num pavilhão do tecnopólo de Abrantes e custou 796 mil euros, estando prevista a aquisição de equipamento diverso no valor de 2,3 milhões de euros.De acordo com a apresentação do projecto, o CTA visa "ser o principal pólo de suporte de desenvolvimento na indústria agro-alimentar de Portugal, focando as que utilizem métodos produtivos e matérias-primas específicas do nosso país".

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo