Sociedade | 26-03-2006 17:20

Peregrinação a Fátima sublinha papel do Escutismo

O papel do Escutismo na formação global do homem foi hoje sublinhado, em Fátima, durante a Peregrinação do Corpo Nacional de Escutas (CNE) ao Santuário, assinalando a abertura das comemorações do centenário da fundação do escutismo.Na homília da peregrinação, D. António Carrilho, Bispo Auxiliar do Porto e presidente da Comissão Episcopal do Laicado e da Família, afirmou que o Escutismo Católico tem "uma longa caminhada em prol da educação do homem", apostando na "formação integral dos seus membros", que em Portugal rondam os 70 mil efectivos.D. António Carrilho exortou os cerca de 20 mil escuteiros de todo o país que participaram na Peregrinação a fazer do escutismo católico "um lugar de encontro com Deus e verdadeira escola de comunhão"."Procurai viver a sério o vosso lema 'Sempre alerta para servir' e sereis cristãos felizes", disse o prelado, assegurando que a Igreja e o mundo precisam dos escuteiros, "do seu testemunho como escuteiros católicos".Antes da bênção final da cerimónia, o Chefe Nacional do CNE, Luís Lidington, anunciou oficialmente o início das comemorações em Portugal do Centenário do Escutismo, após o que os Escuteiros Católicos Portugueses foram consagrados a Nossa Senhora.O centenário do Escutismo será comemorado à escala global por mais de 28 milhões de escuteiros, em 216 países e territórios, num conjunto de actividades locais, nacionais e internacionais que terão o seu apogeu no Jamboree Mundial (acampamento) que decorrerá no Reino Unido, no Verão de 2007.Fundado em 1907 pelo inglês Baden-Powell, o Escutismo é o maior movimento de educação não formal juvenil do mundo, incluindo Portugal, onde existe há quase 83 anos.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1359
    11-07-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1359
    11-07-2018
    Capa Médio Tejo