Sociedade | 08-04-2006 08:57

Mulheres carenciadas tornam-se modelos por um dia em Alhandra

Mulheres oriundas de famílias carenciadas do concelho de Vila Franca de Xira vão ser modelos por um dia, desfilando vestidos confeccionados por si próprias, este sábado, na zona ribeirinha de Alhandra.As mulheres participaram num projecto desenvolvido nas freguesias de São João dos Montes, Sobralinho e Alhandra que pretendia dar-lhes mais autonomia e inseri-las na sociedade.No projecto participaram 15 formandas, das quais cinco vão desfilar sábado com vestidos, alguns práticos e outros para festas, conjuntos de calças e camisas e corsários, entre outros."São todas peças feitas por elas nas aulas de lavoures", disse à agência Lusa Guida Alves, psicóloga e coordenadora do projecto "Acreditar Fazendo o Mundo à Nossa Medida".As restantes formandas irão estar em stands a mostrar e vender o artesanato que produziram durante os seis meses do curso.Artigos religiosos, quadros, toalhas de mesa, aventais, bonecas de trapo e tabuleiros são alguns dos artigos que estarão disponíveis.A festa que assinala o fim da primeira formação do projecto "Acreditar Fazendo o Mundo à Nossa Medida" tem início pela manhã com a actuação de um grupo de bombos, estando a passagem de modelos prevista para as 16:30, seguida da actuação de um rancho folclórico e de um grupo de sevilhanas.O projecto teve início a 15 de Setembro de 2005 e durou seis meses.Como explicou à Lusa a coordenadora do projecto, faltava às formandas, com idades entre os 30 e os 40 anos, noções do senso comum como gerir uma casa, a higiene do lar e dos filhos e a escolaridade das crianças, entre outros.A formação terminou no passado dia 16 de Março, tendo Guida Alves feito um balanço "muito positivo"."A auto-estima delas subiu bastante e sentem-se mais inseridas socialmente", disse a psicóloga.Quanto à aplicação dos conhecimentos adquiridos, a responsável indicou que as "visitas sem aviso prévio que fazemos às suas casas mostram que as aulas resultaram"."Estas visitas vão continuar. Pretendemos acompanhá-las no futuro. Esta primeira formação não acaba aqui", garantiu.Guida Alves manifestou-se ainda confiante na continuidade do projecto, com outras famílias, o que poderá acontecer já em Setembro próximo.Colaboraram no projecto os Bombeiros Voluntários de Alhandra, o Alhandra Sport Clube, a União Desportiva e Cultural da Aldeia do Sobralinho, os Vicentinos, a Paróquia de Alhandra e uma padaria daquela vila que deu pão para o lanche dos filhos das formandas nos dias de formação.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo