Sociedade | 26-04-2006 08:53

População da Carregueira contra antena de telecomunicações

A colocação de uma antena de telemóveis, da operadora Vodafone, no jardim central da Carregueira, Chamusca, está a indignar a população da aldeia. Os habitantes já se mobilizaram e entregaram na última sessão assembleia de freguesia, realizada quinta-feira, um abaixo-assinado com cerca de três centenas de assinaturas onde se exige a retirada da estrutura do local.Embora esclarecendo que não era contra a colocação da antena naquele local, o presidente da junta, Francisco Costa, garantiu que o processo não tinha passado por ele. “Foi uma decisão da Câmara Municipal da Chamusca e nós não fomos chamados a dar qualquer parecer. O terreno é da câmara e é ela que faz o licenciamento”, garantiu, acrescentando também que a colocação da antena é para servir a população da Carregueira “e há muita gente de acordo”.O vice-presidente da Câmara Municipal da Chamusca, Francisco Matias (CDU), confirmou a O MIRANTE que a Junta de Freguesia da Carregueira não foi ouvida oficialmente, mas que houve conversas informais com o presidente que nunca se opôs à colocação da antena no local. Francisco Matias admitiu que a autorização da autarquia para a colocação da antena naquele local se deveu apenas a questões técnicas, nunca se tendo colocado a questão estética. “Não foi uma embirração nossa. Aceito que a questão estética é uma questão pertinente, e garanto que se efectivamente o abaixo-assinado nos chegar à mão, vamos ouvir toda a gente, e decidir em conformidade”, garantiu Francisco Matias. Notícia mais detalhada na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo