Sociedade | 01-05-2006 20:14

Moradores da Quinta da Flamenga criam movimento

Para reivindicar da autarquia de Vila Franca a construção do jardim parque da urbanização da Quinta da Flamenga, em Vialonga, os moradores uniram-se e formaram o Movimento Jardim Parque Urbano da Flamenga. Até agora fazem parte do movimento cerca de 70 pessoas que pretendem ver cumprido um projecto que já tem 10 anos. Daniel Dias, membro do movimento de moradores, lembra que os residentes pagaram um valor acrescido pelas casas por causa da construção do parque urbano. Indignado, o morador refere que “já se passaram mais de quatro anos desde que começaram a habitar a quinta e ainda nada foi feito”. Sublinhando o facto de o jardim parque não beneficiar apenas a urbanização “mas toda a freguesia”, Daniel Dias garante que o novo movimento vai desenvolver todas as acções que foram necessárias para terem o espaço requalificado.Para o parque urbano da Quinta da Flamenga estão previstos um jardim infantil, dois campos de ténis e um recinto desportivo descoberto e um lago com cascata, numa área de cerca de 50 mil metros quadrados. Actualmente, o espaço reservado ao parque urbano, serve como estaleiro à construção dos restantes prédios da urbanização. O projecto está, neste momento, a ser reformulado pelos serviços da câmara municipal tendo em vista a diminuição dos espaços verdes por questões relacionadas com os custos de manutenção.Uma situação que está, também, a deixar os moradores da Quinta da Flamenga preocupados. “Estão a reformular o projecto, mas nós não sabemos de nada! E nós queremos saber o que vai ser feito”, reivindica Daniel Dias.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Edição Vale Tejo