Sociedade | 05-05-2006 10:11

Feira da solidariedade social em Torres Novas

Mais de 60 expositores representativos de Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS), misericórdias, câmaras municipais e empresas mostram a realidade da oferta social no distrito de Santarém, até domingo, no pavilhão de exposições da Nersant, em Torres Novas. O objectivo da I Feira Social passa por divulgar a oferta social no distrito e os seus mecanismos de intervenção social, assim como divulgar a actividade das instituições particulares de solidariedade social (IPSS), os equipamentos e acessórios para o sector. Apenas seis câmaras municipais responderam à chamada: Chamusca, Golegã, Tomar, Mação, Torres Novas e Cartaxo. Uma situação que a vice-presidente da Nersant considera que deve ser melhorada em futuras organizações, recordando que a todas as autarquias foi lançado o repto para participarem no evento.Salomé Rafael realçou a presença de mais de 60 expositores, entre IPSS, autarquias, misericórdias e empresas que prestadoras de serviços em áreas sociais.”Há que relevar a realização de seminários com especialistas sobre empregabilidade e outras matérias de interesse, como alguma animação para fixar visitantes. A Feira Social será bienal, segundo Salomé Rafael, para que haja oportunidade de surgirem mais novidades no sector.A directora do Centro Distrital de Segurança Social de Santarém (CDSSS), Anabela Rato, reforçou que o social e a economia são faces da mesma moeda no desenvolvimento social. Sustentou que faz todo o sentido a presença da Nersant em encontros do género da Feira Social, com o apoio da Segurança Social e do Governo Civil. Anabela Rato deixou ainda o alerta de que o”momento de contenção e racionalização de recursos tem em vista alcançar uma maior justiça social, não deixando de servir os cidadãos que mais necessitam”. E avisou as autarquias que a problemática social não se esgota na criação de infra-estruturas mas também no acompanhamento dos cidadãos mais necessitados.Por seu turno, o governador civil de Santarém, Paulo Fonseca, recordou que o organismo que dirige se tem empenhado em causas solidárias e elogiou a Nersant por ser das associações mais activas do país nesse e noutros capítulos. Acrescentou ainda que a Feira Social é uma boa oportunidade para mobilizar as pessoas em torno da solidariedade. Ricardo Carreira

Mais Notícias

    A carregar...
    Caipirinhas para todos os gostos
    Foto do Dia
    As caipirinhas são a aposta há oito anos da van food “Caipi Joca’s”, de Carlos Travessa, um dos presentes na 4.ª edição do Festival Reverence que decorreu nos dias 8 e 9 de Setembro, pela primeira vez, na Ribeira de Santarém. A residir em Salvaterra de Magos, o empreendedor de 38 anos começou o negócio juntamente a sua sócia, Josélia Godinho, de 33 anos, depois de ter tido muito sucesso com o seu bar exclusivo de caipirinhas nas festas de Salvaterra de Magos. O nome surgiu de uma junção de “Caipi” (caipirinhas), “Jo” (Josélia) e “Ca” (Carlos). Entre as várias caipirinhas à disposição, a que está no topo das preferências é a tradicional com cachaça.
    Foto do Dia | 22-09-2017

    Edição Semanal

    Edição nº 1317
    21-09-2017
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1317
    20-09-2017
    Capa Médio Tejo