Sociedade | 17-05-2006 14:44

Vereador assaltado já não espera reaver carro roubado

O vereador Nuno Santos, da Câmara de Torres Novas, disse hoje já não ter muitas esperanças de reaver o carro que lhe foi roubado na noite de segunda-feira por dois homens armados com uma pistola. "Se o carro não aparecer dentro de dois dias, já não aparece mais", afirmou à Agência Lusa o vereador, que ficou sem carro (um BMW 525 com um ano orçado em 55 mil euros), a carteira com documentos e as chaves de casa. O vereador, empresário ligado a projectos agrícolas, foi abordado por um homem quando estava a chegar a casa, cerca da meia-noite de segunda-feira. "Ele apontou-me a pistola à cabeça" e "obrigou-me a tirar o carro" das traseiras da habitação até ao exterior, explicou o único eleito social-democrata da Câmara de Torres Novas (PS).Ao sair, Nuno Santos ainda bateu com o carro de propósito para fazer barulho e alertar a mulher que estava no interior da casa. Depois, na rua, o autarca foi colocado "dentro da mala do carro" e o suspeito, juntamente com um cúmplice que entretanto chegou, conduziu "cerca de dez minutos" para uma zona erma em redor da cidade. "Depois, disseram-me para sair e deixaram-me lá", afirmou Nuno Santos, que depois contactou as autoridades, que já haviam sido avisadas pela sua mulher .Na ocasião, "nem sequer tentei armar-me em herói" e "fiz o que me pediram", acrescentou o vereador. Agora, o "único receio são eventuais represálias", considerou Nuno Santos, que quer voltar à "vida normal" depois deste incidente, até porque os prejuízos não serão elevados já que o carro está segurado.No local, estiveram já elementos da PSP e da Polícia Judiciária que suspeitam de se tratar de uma rede de roubos de carros de alta cilindrada, com assaltos por encomenda específica. "Não sei se já me estiveram a vigiar antes disto", disse Nuno Santos, que diz já terem existido outros assaltos do género em habitações da zona. "Falaram-me em mais um ou dois casos, mas aí só os carros é que eram levados, os donos não iam" com os assaltantes, ao contrário do que sucedeu no seu caso, explicou.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo