Sociedade | 09-10-2006 07:46

Comissão vai apreciar processo de referendo em Azambuja

A criação de uma comissão específica para a apreciação do processo de referendo local – sobre a concessão do sistema de água e saneamento no concelho em Azambuja – é o primeiro ponto da ordem de trabalhos da próxima assembleia municipal, marcada para amanhã, terça-feira, às 21h00, no auditório municipal do Páteo do Valverde.O presidente da Câmara de Azambuja, Joaquim Ramos, decidiu suspender o processo de concessão de água e saneamento em Azambuja até à deliberação da Assembleia Municipal de Azambuja que decidirá sobre a realização ou não do referendo local. O lançamento do concurso internacional para a concessão da água e saneamento do concelho está a levantar uma onda de protestos no concelho, sobretudo entre a classe política. O PSD local, que está a liderar uma manifestação contra aquilo que considera o negócio das águas, já reuniu mais de duas mil assinaturas que entregou ao presidente da Assembleia Municipal de Azambuja a solicitar a realização de um referendo local sobre o tema.O concurso público, aprovado pela maioria socialista da Câmara Municipal de Azambuja com os votos contra da oposição, já esteve incluído na ordem de trabalhos da Assembleia Municipal de Azambuja de 15 de Setembro, mas acabou por ser retirado devido a erros administrativos detectados por alguns dos eleitos. Os mesmos erros foram corrigidos na proposta apresentada a 25 de Setembro à câmara municipal que voltou a ser aprovada com a discordância da oposição.Durante a próxima reunião da Assembleia Municipal de Azambuja os eleitos apreciarão ainda uma modificação orçamental, um protocolo com a Junta de Freguesia de Aveiras de Cima sobre corte de vegetação e as taxas da comissão de avaliação de imóveis.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo