Sociedade | 10-10-2006 13:39

Festival da Gastronomia com a mesa quase posta

Santarém vai ser palco do Festival Nacional da Gastronomia (FNG) pela 26ª vez. Entre 19 de Outubro e 5 de Novembro os visitantes terão à disposição, na Casa do Campino, receitas para todos os paladares oriundas de todo o país.Na apresentação do certame, o presidente da Câmara de Santarém, Moita Flores (PSD), destacou os congressos que ocorrem em paralelo. Para além do Congresso Nacional dos Profissionais de Cozinha, deu a conhecer outro subordinado ao tema "Marketing das cidades", para o qual estão convidados presidentes de câmara de todo o país. Carlos Abreu, presidente da Região de Turismo do Ribatejo, explicou que há 26 anos o objectivo do festival era salvaguardar as receitas tradicionais. Hoje, o evento ganhou outros contornos e, na opinião dele, é preciso abrir caminho à cozinha contemporânea, não esquecendo a tradicional pois "há mercado para as duas".Para o público interessado, o vice-presidente da Câmara de Santarém, Ramiro Matos (PSD), confirmou que os preços das entradas se mantêm a 2,50 euros e as cadernetas de dez bilhetes estão à venda no Posto de Turismo de Santarém. As cadernetas aumentaram cinco euros em relação ao ano passado, custando agora 20 euros. Quanto aos almoços regionais, o preço será de 27,50 euros.Esgotados, até à data, estão o dia do Ribatejo, 21 de Outubro, com uma ementa confeccionada pelo cozinheiro ribatejano Luís Suspiro; o dia deTrás-os-Montes, 4 de Novembro; o dia do Minho, 28 de Outubro; da BeiraLitoral, 29 de Outubro e o dia das Confrarias, a 5 de Novembro.Para além de todos os sabores nacionais, o FNG dedica um dia à gastronomia de Cabo de Verde. Os apreciadores poderão provar a típica Cachupa Rica.Paulo Amado, representante da Associação dos Profissionais de Cozinha, chamou a atenção para o dia 23 de Outubro, em que Santarém será palco da final do concurso Chefe Cozinheiro do Ano, cujas eliminatórias já decorreram de norte a sul do país. O evento servirá também de apresentação para a Equipa Olímpica de Cozinha.No final da apresentação, Ramiro Matos explicou ainda que serão realizadas algumas alterações nos acessos do certame de forma a evitar o habitual e incómodo lamaçal provocado pelas chuvas. O vice-presidente salientou também que a organização do FNG conta com a presença de elementos da fiscalização da qualidade alimentar, e tenciona disponibilizar manuais de regras de manuseamento de alimentos.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo