Sociedade | 11-10-2006 17:43

Dezassete alunas de Rio Maior assistidas no hospital

Dezassete alunas da Escola Secundária de Rio Maior, todas com 14 anos, foram assistidas nas últimas horas no Hospital de Santarém. As jovens apresentavam todas o mesmo quadro clínico que aponta para a provável inalação de produto potencialmente tóxico.Segundo o médico José Marouço, clínico no Hospital de Santarém, o facto de a escola ser mista e de todos os alunos afectados serem do sexo feminino leva a supor que o problema tenha ligação com instalações só frequentadas por raparigas, caso dos balneários ou das casas de banho femininas.Apesar das jovens apresentarem o mesmo quadro clínico, cujos sintomas não quis precisar, José Marouço refere que o grau de intensidade varia de aluna para aluna e não há nenhuma situação de grande gravidade.Das 17 alunas assistidas no Hospital de Santarém quatro já receberam alta. As restantes estavam a meio da tarde ainda em observação e a realizar exames complementares.Fonte do Centro de Saúde de Rio Maior disse ao nosso jornal que para já não há dados suficientes que levem à identificação da origem do problema pelo que a escola não será, para já, encerrada.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Médio Tejo