Sociedade | 10-06-2008 18:28

Camionista atropelado terá escorregado quando se segurava no camião

José Ventura, o camionista que morreu na tarde de terça-feira vítima de atropelamento por o condutor de um camião que tentava furar o bloqueio, terá escorregado quando tentava agarrar-se ao veículo, à semelhança do que faziam outros elementos do piquete situado na estrada nacional 3 (EN3), junto ao viaduto por cima da A23. A informação foi prestada a O MIRANTE Online pelo Tenente Figueiredo, da GNR, que testemunhou o atropelamento. Ao contrário do que afirmam os colegas da vítima mortal, que o atropelamento terá sido intencional, o tenente da GNR considera que se terá tratado de um infeliz acidente. A única certeza é que o camionista, de uma empresa do norte, só parou o veículo quando obrigado pela Guarda, cerca de 150 metros após o acidente. De acordo com as informações prestadas pelo Tenente Figueiredo, o condutor do camião estava detido e iria ser presente a tribunal. Ao que tudo indica respondendo pelo crime de homicídio.

Mais Notícias

    A carregar...
    Caipirinhas para todos os gostos
    Foto do Dia
    As caipirinhas são a aposta há oito anos da van food “Caipi Joca’s”, de Carlos Travessa, um dos presentes na 4.ª edição do Festival Reverence que decorreu nos dias 8 e 9 de Setembro, pela primeira vez, na Ribeira de Santarém. A residir em Salvaterra de Magos, o empreendedor de 38 anos começou o negócio juntamente a sua sócia, Josélia Godinho, de 33 anos, depois de ter tido muito sucesso com o seu bar exclusivo de caipirinhas nas festas de Salvaterra de Magos. O nome surgiu de uma junção de “Caipi” (caipirinhas), “Jo” (Josélia) e “Ca” (Carlos). Entre as várias caipirinhas à disposição, a que está no topo das preferências é a tradicional com cachaça.
    Foto do Dia | 22-09-2017

    Edição Semanal

    Edição nº 1317
    21-09-2017
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1317
    20-09-2017
    Capa Médio Tejo