Sociedade | 07-07-2008 10:24

Corridas de Santarém de 2007 ainda não foram pagas

A Câmara de Santarém ainda não pagou à Santa Casa da Misericórdia local o aluguer da praça de toiros da cidade nem os bilhetes que adquiriu para as corridas de toiros de 2007, que depois ofereceu a diversas entidades e juntas de freguesia. A denúncia foi feita por um irmão da Misericórdia e eleito do PS na assembleia municipal, através de carta distribuída a todos os deputados municipais na última reunião desse órgão autárquico. Luís Almeida diz que foi informado pela Misericórdia que a dívida do município para com a instituição ascende aos 66 mil euros só no período entre 13 de Fevereiro de 2006 e o final de 2007. Nessa dívida inclui-se ainda um subsídio que a autarquia deliberou conceder à Santa Casa.Confrontado com essa questão por O MIRANTE, o provedor da Santa Casa da Misericórdia de Santarém confirma a existência de contas pendentes, mas diz não ter presente o valor concreto das mesmas. Garcia Correia diz que tudo está a ser tratado com o vereador das Finanças da autarquia e que o caso está quase resolvido. “Ainda confio na palavra das pessoas”, disse o responsável. O vereador Ramiro Matos confirmou que a situação está praticamente ultrapassada.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1351
    16-05-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1351
    16-05-2018
    Capa Médio Tejo