Sociedade | 07-07-2008 09:44

Santarém apoia arrendamento e obras em habitação própria

A Câmara de Santarém vai atribuir apoios que podem ir até aos 7.500 euros aos agregados familiares carenciados que pretendam fazer obras de conservação ou manutenção em habitação própria. Para ter direito ao subsídio, a pessoa ou família devem ter um rendimento mensal per capita igual ou inferior ao valor do salário mínimo nacional (426 euros). Os beneficiários ficam impedidos de candidatar a novo apoio para o mesmo efeito durante cinco anos, determina o regulamento aprovado na última assembleia municipal.Na mesma sessão da Assembleia Municipal de Santarém foi ainda aprovado o regulamento de atribuição de subsídio ao arrendamento a estratos sociais desfavorecidos. O município paga à famílias admitidas 50 por cento do valor da renda mensal pelo prazo de seis meses, sendo que o apoio global não pode ultrapassar os mil euros. Tal como no caso anterior, a pessoa ou família devem ter um rendimento mensal per capita igual ou inferior ao valor do salário mínimo nacional (426 euros).

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1352
    24-05-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1352
    24-05-2018
    Capa Vale Tejo