Sociedade | 22-07-2008 13:44

Câmara de Almeirim anula adjudicação do centro escolar da cidade

A Câmara de Almeirim decidiu revogar a intenção de adjudicação da construção do Centro Escolar de Almeirim à empresa que ficou classificada em primeiro lugar no concurso, a Nogueira & Matias, Lda. A autarquia já tinha decidido entregar a empreitada à construtora, mas quando os serviços começaram a fazer a cabimentação e a preparar a documentação para visto do Tribunal de Contas, verificaram que existam erros na proposta da empresa. Na parte da discriminação dos preços a soma de todas as parcelas não correspondia ao valor global apresentado. Na reunião do executivo de segunda-feira, além da revogação da decisão foi aprovada a intenção de adjudicação da obra ao concorrente classificado em segundo lugar, a Ecoedifica. Com quatro votos favoráveis do PS, os votos contra da vereadora da CDU, Manuela Cunha, e do vereador Francisco Maurício, eleito pelo PS mas incompatibilizado com o presidente da câmara. O vereador do PSD, Pedro Pisco dos Santos, absteve-se. Com esta decisão decorre agora um período de audiência prévia durante o qual os concorrentes podem apresentar reclamações. O concurso para a construção do centro escolar foi aberto pela Câmara de Almeirim em 2007. Após a adjudicação o empreiteiro tem um ano para executar a obra. O edifício, a construir na urbanização situada na zona dos Charquinhos, vai ter 12 salas de aulas para o primeiro ciclo e quatro para a pré-primário, a um custo de 10 mil euros por sala, mais 20 por cento para os arranjos exteriores. O equipamento tem capacidade para servir 300 alunos do primeiro ciclo e 100 do pré-primário.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo