Sociedade | 23-07-2008 08:26

Associações querem mais atenção do PROT ao património

Várias entidades da sociedade civil de Santarém propõem, no âmbito da discussão pública em curso do Plano Regional de Ordenamento do Território do Oeste e Vale de Tejo (PROT-VT), a criação de condições especiais para implementação de estruturas municipais vocacionadas para a reabilitação urbana dos centros históricos da região e frentes ribeirinhas.Em comunicado, a Associação Comercial e Empresarial de Santarém, a Associação de Residentes do Centro Histórico de Santarém e o movimento cívico Santarém 21 defendem ainda a aposta na recuperação e valorização do património nacional, nomeadamente igrejas e conventos em risco de ruína. Monumentos que poderiam ser adaptados a funções museológicas, sugerem.Num âmbito mais local, entendem que “dada a extensão do edificado habitacional do centro histórico de Santarém e da relevância dos seus monumentos nacionais em risco de ruína, sejam canalizadas verbas indispensáveis para a sua salvaguarda e valorização durante a vigência deste PROT-VT”, que se encontra em consulta pública até 3 de Agosto.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1359
    11-07-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1359
    11-07-2018
    Capa Médio Tejo