Sociedade | 01-05-2009 07:38

Vila Franca tem uma forte comunidade de astrónomos amadores

O concelho de Vila Franca de Xira tem uma forte comunidade de astrónomos amadores, que não passa despercebida nos círculos astronómicos nacionais. Os vilafranquenses gostam de olhar as estrelas e até o actual director do Observatório Astronómico de Lisboa, Rui Agostinho, diz conhecer alguns deles.“Desde os anos 90, com os programas da astronomia no verão, que o país se tem desenvolvido nesta área. Conheço muitos astrónomos amadores aqui da zona de Vila Franca e sei que estão ligados a muitas acções e projectos”, afirmou Rui Agostinho a O MIRANTE, no final de uma sessão onde falou sobre a astronomia, que decorreu na biblioteca municipal de Vila Franca de Xira no dia 30 de Abril.“As condições de vida no Universo” foi o título da apresentação que teve como objectivo comemorar o ano internacional da astronomia. Mais de 40 pessoas assistiram a uma apresentação dinâmica que incluiu projecção de vídeos, fotos e dados ciêntificos sobre o universo. Partindo do “big bang” até à formação dos planetas, o público pôde descobrir que existem 10 dimensões diferentes no espaço, milhares de galáxias e conheceu o real lugar do homem no cosmos. Buracos negros, cometas, formação de estrelas e até auroras boreais, tudo foi abordado em mais de três horas de conversa onde o público também aproveitou a oportunidade para colocar questões ao director do observatório. “A nossa vida é tudo ciência pura e dura. Pense na electrónica de ponta e na industria farmacêutica actual. Toda ela advêm do estudo da física e química da astronomia. Os gravadores digitais nos anos 50 eram física de laboratório. Hoje fazem-se nas fábricas e nem ligamos ao que está por detrás do invento. A câmara CCD que hoje está nos telemóveis era, nos anos 60 e 70, um instrumento caríssimo dos telescópios dos astrónomos”, explica Rui Agostinho.Reportagem completa na próxima edição impressa de O MIRANTE

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo