Sociedade | 10-05-2009 15:07

Fátima prepara-se para receber peregrinação de terça e quarta-feira

Da Protecção Civil ao abastecimento de água, da electricidade à recolha do lixo, são várias as entidades que se multiplicam em trabalho para a peregrinação internacional ao Santuário de Fátima, terça e quarta-feira. O dispositivo de socorro e assistência conta com 201 elementos, revelou o comandante distrital de Santarém da Protecção Civil, Joaquim Chambell.Segundo Joaquim Chambell, 45 viaturas, a maior parte ambulâncias, estão igualmente mobilizadas para a peregrinação de Maio, a partir da manhã de terça-feira.O responsável acrescentou que o dispositivo de socorro “também prevê resposta” a eventuais situações de Gripe A H1N1, sublinhando que este é “um risco muito baixo”.“Os nossos problemas aqui são, fundamentalmente, a debilidade com que os peregrinos a pé chegam a Fátima”, explicou.Já a EDP Distribuição vai manter nos dias de peregrinação “dois piquetes em permanência na área do santuário, a fim de fazer face a eventuais anomalias de baixa, média e alta tensão”, disse Rui Silva, do Gabinete de Comunicação da empresa.“Paralelamente, para fazer face a situações que o justifiquem, encontram-se de prevenção meios afectos a prestadores de serviço externos à empresa”, declarou Rui Silva, adiantando que existe ainda a possibilidade de recorrer a meios alternativos de alimentação através de um grupo gerador.Por seu turno, a Brisa, concessionária da Auto-estrada 1, aumenta as equipas de assistência, mas também de obra civil e electrónica, referiu Nuno Sequeira, da Direcção de Investidores, Comunicação e Sustentabilidade.Nuno Sequeira declarou que “o tráfego na barreira de portagem de Fátima, no dia 13 de Maio, regista um acréscimo na ordem dos 70 por cento”, de acordo com as estatísticas de tráfego de anos anteriores, razão pela qual é reforçada.Já para a empresa Águas de Ourém, a preocupação número um é ter reservas para fazer face aos picos de abastecimento, mas também garantir a ausência de anomalias ou avarias no sistema de abastecimento de água, afirmou o seu director, José Santos.“É mínima essa possibilidade”, assegurou o responsável, adiantando existir “um período de consumo elevado de água, habitualmente na noite de dia 12 para o dia 13, que passa dos 100 m3 para 400 m3/hora”.Já no âmbito da recolha de resíduos sólidos urbanos (RSU), a empresa SUMA efectua, terça e quarta-feira um circuito suplementar, o mesmo sucedendo na lavagem das ruas.Cristina Ferreira, da assessoria de imprensa, esclareceu que “se diariamente são recolhidas em Fátima 36,5 toneladas de RSU”, nos dias de peregrinação o número aumenta para 53 toneladas, situação que determina a colocação de mais 80 equipamentos para a colocação de RSU.Ao nível das telecomunicações, a Vodafone informou que é efectuado um reforço extraordinário nos dias 13 de Maio e 13 de Outubro. “Entre as medidas de reforço inclui-se a deslocação para Fátima de uma estação móvel que permite aumentar a capacidade de processamento de chamadas e de entrega de mensagens (SMS e MMS) nessa zona”, adiantou Paula Pato.Por seu lado, a Câmara Municipal de Ourém, fez saber que “a autarquia não tem especiais preocupações nestes dias”.“A articulação permanente com todas as entidades, a experiência adquirida de anos anteriores, o bom planeamento que existe e a confiança recíproca leva a que encaremos este período com a tranquilidade necessária”, disse o presidente em exercício da autarquia, Vítor Frazão, acrescentando que, nos últimos dias, o município tem intervido nas vias rodoviárias e na sinalização.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo