Sociedade | 11-05-2009 01:11

Acidente com um morto corta Recta do Cabo durante duas horas

Um acidente com uma vítima mortal obrigou esta noite ao corte da circulação nos dois sentidos da Recta do Cabo (Porto Alto-Vila Franca) durante mais de duas horas. A colisão que vitimou um homem com cerca de 50 anos aconteceu cerca das 22h30 de domingo e a circulação só foi restabelecida às 00h40, com extensas filas formadas em ambos os sentidos da EN10. A vítima morreu no local depois de falharem as manobras de reanimação coordenadas por uma equipa médica do INEM e com, a colaboração dos Bombeiros de Vila Franca de Xira que tiveram no local uma dezena de socorristas e quatro viaturas. O óbito foi confirmado pelo médico do INEM, cerca das 23h00, e as viaturas foram retiradas do local do embate. Uma para a berma e outra para cima de um pronto-socorro, mas foi necessário esperar pela brigada de investigação da divisão de trânsito que só chegou ao local cerca hora e meia depois do acidente. A situação motivou protestos de alguns condutores que consideraram "inadmissível" que não tivesse sido aberta a circulação, uma vez que havia condições para circular num dos sentidos. “Estou aqui preso há duas horas e já não vou chegar a tempo para descarregar a mercadoria”, lamentava, José Teles, motorista de um pesado. Segundo um agente explicou no local, a PSP limitou-se a cumprir os protocolos que exigem o corte integral da via para a brigada de investigação proceder à recolha de dados e imagens sempre que há vítimas mortais nos acidentes.Quanto às causas do acidente, tudo aponta para "uma inversão de marcha irregular por parte da vítima mortal que estava na berma no sentido Porto Alto-Vila Franca e atravessou-se na estrada sem acautelar a proximidade do outro carro". Esta foi a versão apontada pelo condutor da viatura que, seguia no sentido Porto Alto-Vila Franca e embateu no carro onde seguia o falecido. Trata-se de um jovem residente em Samora Correia que não sofreu lesões, mas ficou em choque após o violento embate que destruiu as duas viaturas. O condutor não necessitou de receber tratamento hospitalar. O troço da EN 10 que liga Porto Alto a Vila Franca é um dos pontos negros da sinistralidade que muito contribui para colocar o distrito de Lisboa no topo da mortalidade em acidentes de viação.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo