Sociedade | 15-05-2009 09:55

Homem que atingiu a tiro militar da GNR e agente da PSP fica em liberdade

O homem que disparou uma dezena de tiros de caçadeira na direcção da casa de um vizinho e atingiu um militar da GNR e um agente da PSP durante a madrugada de ontem, em Carvalhal Pequeno, Tomar, ficou em liberdade, apesar de ter antecedentes criminais por agressão contra a mesma vítima.O funcionário dos serviços de higiene urbana da Câmara de Tomar, tem 42 anos e depois de presente ao juiz ficou a aguardar julgamento com apresentações bissemanais às autoridades policiais da sua área de residência. O autor dos disparos barricou-se num curral na quarta-feira à noite depois de uma discussão com um vizinho e esteve lá durante várias horas efectuando dezenas de disparos. Um dos militares da GNR foi atingido de raspão num braço, por chumbos e um agente da PSP, que vive perto do local, foi tentar ajudar e acabou ferido junto a um olho. Os dois polícias receberam tratamento médico. A GNR deteve o agressor e apreendeu a arma.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo