Sociedade | 19-05-2009 11:31

Atropelamento mortal na EN 118 em Benavente

Um homem de 82 anos morreu esta manhã, cerca das 07h30, na sequência de um atropelamento na EN 118, junto à Várzea de Benavente. Filipe Horácio Teles, agricultor reformado, residente no monte Cunha, próximo do local, sofreu lesões graves na cabeça, com perda de massa encefálica, e faleceu no local. O óbito foi confirmado pelo médico da Viatura Médica de Emergência e Reanimação depois dos bombeiros de Benavente terem feito a primeira avaliação do estado da vítima. Segundo o comandante dos bombeiros, José Guilherme a vítima terá sofrido um embate violento que lhe causou lesões “muito graves”. Filipe Teles atravessava aquela estrada todos os dias há dezenas de anos. Fazia-o com cautelas, segundo os vizinhos que o descrevem como “um homem bom e muito querido de toda a gente”. Os amigos dizem que não aparentava ter 82 anos e ainda fazia uma vida normal.O local do acidente, logo após as bombas de gasolina, já foi palco de vários acidentes com vítimas mortais. Uma curva com fraca visibilidade e a velocidade excessiva são causas apontadas por quem passa no local para os vários acidentes mortais naquele ponto negro da EN118.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Médio Tejo