Sociedade | 26-05-2009 13:28

Governador Civil iniciou campanha em Ourém sem ser substituído

O candidato à presidência da Câmara Municipal de Ourém pelo PS, Paulo Fonseca, foi forçado a meter férias no cargo de governador civil de Santarém porque o ministro da Administração Interna ainda não nomeou o seu substituto nessas funções. Como já tinha apresentado a candidatura às próximas autárquicas e ainda não havia uma decisão sobre o seu pedido de demissão de governador, Paulo Fonseca abandonou as funções e garante que já não vai voltar. Um dos nomes falados para assumir o cargo é o de Botas Castanho, ex-vereador da Câmara de Santarém e cônsul honorário do Brasil na capital de distrito. Paulo Fonseca disse a O MIRANTE que o ministro lhe pediu para esperar mais uns dias, quando no início de Maio pediu para sair do cargo e dedicar-se às acções de campanha no concelho de Ourém. “Disse-lhe que não podia aguentar mais tampo até porque tenho cartazes na rua com a minha cara e assim estaria a misturar as coisas”, justifica Paulo Fonseca. O novo governador deve ser nomeado no início de Junho, segundo perspectiva o ainda oficialmente governador. Neste momento as funções estão a ser exercidas interinamente pelo chefe de gabinete do governador, Carlos Catalão. Sobre a hipótese de ser Botas Castanho a desempenhar as funções até às eleições legislativas, Paulo Fonseca considera que seria “uma boa solução”. Esclarece que não indicou qualquer nome ao ministro Rui Pereira, mas ressalva que se estivesse no seu lugar pediria opinião. “Se me perguntar posso dar uma opinião favorável a Botas Castanho que considero uma figura de mérito e respeitada”, sublinha. Apesar de estar de férias e de não participar nas iniciativas do governo civil, Paulo Fonseca já anda em campanha. Segundo um comunicado da secção de Ourém do PS, o candidato “iniciou este fim-de-semana as visitas às freguesias do concelho”. Diz o e-mail enviado para as redacções que Paulo Fonseca esteve no sábado, dia 23, em Urqueira e no domingo em Rio de Couros. Nestas visitas foi acompanhado pelos candidatos socialistas às assembleias de freguesia. Segundo o mesmo comunicado, Fonseca contactou “directamente com as populações, visitando locais, estruturas, associações e analisando localmente as necessidades, os projectos e as obras que as freguesias carecem”. Para este fim-de-semana estão previstas visitas às freguesias de Olival e Atouguia. E se o ministro ainda não tiver decidido substituir Paulo Fonseca, este vai fazer campanha sendo ainda oficialmente governador civil.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo