Sociedade | 01-01-2010 03:18

Populações de São José da Lamarosa e Biscainho sem médico de família

Os utentes das extensões de saúde de São José da Lamarosa e do Biscainho, ambas no concelho de Coruche, estão sem médico de família há quase três meses. Não têm consultas e não podem aviar medicamentos, mesmo deslocando-se ao centro de saúde. A situação tem revoltado as populações que têm de ir consultórios privados e pagar para aviarem os seus medicamentos.Em ambas as freguesias correm já abaixo-assinados para serem entregues à direcção do Agrupamento de Centros de Saúde da Lezíria a exigir médicos para as populações. No caso da freguesia da Lamarosa a farmácia local tem flexibilizado a venda de medicamentos aos doentes crónicos. E desde há duas semanas que um médico do centro de saúde se desloca nas manhãs de sábado para atender utentes durante algumas horas.São José da Lamarosa e Biscainho ficaram de fora da nova Unidade de Saúde Familiar criada em Coruche ao estarem excluídos desse serviço público das restantes seis freguesias do concelho. Os utentes de Foros da Charneca, no concelho de Benavente, também frequentam a extensão de saúde do Biscainho.Mais informações sobre esta notícia na próxima edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo