Sociedade | 12-01-2010 09:37

Devolver o Tejo ao Concelho de Vila Franca de Xira

A Câmara de Vila Franca de Xira anunciou, no dia 11 de Janeiro, que vai requalificar a frente ribeirinha da zona sul do concelho, que abrange Sobralinho, Alverca, Forte da Casa e Póvoa de Santa Iria, numa obra que contempla a construção de 7,5 quilómetros de espaços verdes e de lazer. “Queremos criar projectos de desenvolvimento económico, social e cultural”, sublinhou a presidente, Maria da Luz Rosinha.O objectivo da autarquia é aproximar as populações do concelho ao Rio Tejo, o que passa por entender esta zona como espaço de lazer e cultura, mas também de mobilidade. “Forte da Casa, Sobralinho e Alverca têm mais distância do rio, por isso temos de criar formas de aproximar as pessoas da zona ribeirinha”, realçou Maria da Luz Rosinha.Para isso, a edil anunciou a futura criação de um caminho pedonal ribeirinho ao longo das diversas localidades, um centro de interpretação ambiental e um observatório de aves, mais equipamentos desportivos e arrecadações e palafitas de apoio à pesca nos Avieiros da Póvoa, bem como a criação de um núcleo museológico nessa área. A edil adiantou ainda que gostaria de ver reaproveitados e reabilitados alguns dos edifícios das fábricas abandonadas no concelho. “Quando os jovens falam da ausência de infra-estruturas de diversão, nós víamos com muito interesse a instalação de uma discoteca num desses espaços”, conclui.A apresentação do projecto esteve a cargo do urbanista Luís Matas de Sousa. A obra vai custar cerca de 10 milhões de euros (3 milhões e 475 mil euros do FEDER, 3 milhões 525 mil euros do município e 1 milhão e 660 mil euros de investimentos privados dos privados) e terá de estar concluída até 2013.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo