Sociedade | 12-01-2010 14:27

Ourivesaria do Cartaxo assaltada por dois homens na manhã de terça-feira

Ourivesaria do Cartaxo assaltada por dois homens na manhã de terça-feira
Uma ourivesaria da rua Batalhoz, no Cartaxo, a principal artéria comercial da cidade, foi assaltada na manhã de terça-feira. Dois indivíduos entraram na loja do início da rua cerca das 10h20 e abordaram o proprietário, que se encontrava sozinho. Segundo Fernando Monteiro pediram para ver fios de ouro que estavam em exposição. Mas assim que o proprietário voltou costas e se virou para os atender já os homens empunhavam duas pistolas. “Amarraram-me mãos e pés, levaram-me para as traseiras da loja e fizeram o que quiseram”, contou o proprietário da ourivesaria a O MIRANTE meia hora depois do sucedido. Os larápios levaram argolas em ouro com que Fernando Monteiro estava a fazer inventário naquele momento, sozinho na loja. O proprietário da Ourivesaria Monteiro diz que os homens, “um com cerca de 50 anos e outro com 30 e tal”, actuaram de cara descoberta, não foram violentos e que o apenas ameaçaram com as armas e o levaram para as traseiras. “Eu reconheci-os logo. Estiveram também aqui na loja antes do Natal interessados por fios de ouro”, acrescenta, ainda sem estimar o prejuízo do assalta e os danos causados nos expositores. As câmaras de vigilância de ourivesaria registaram o assalto. Elementos da investigação criminal da esquadra da PSP do Cartaxo estiveram no local a recolher indícios. Por infeliz coincidência, há precisamente um ano a ourivesaria foi também assaltada durante a madrugada, mas por arrombamento. Fernando Monteiro considera que a parte mais alta da rua Batalhoz, no início da rua, por ter menos espaços comerciais e menor movimentação de pessoas, fica mais susceptível aos amigos do alheio.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo