Sociedade | 13-01-2010 09:30

Terreno para a construção do posto da GNR aguarda ainda por legalização

O terreno onde será construído o futuro posto da GNR de Aveiras de Cima, concelho de Azambuja, continua a aguardar por legalização. O espaço – onde também será edificado sede do quartel da Cruz Vermelha de Aveiras – está localizado na Área Urbana de Génese Ilegal (AUGI) da Quinta do Mor. Em Agosto do ano passado o presidente da Câmara de Azambuja disse o seguinte: “Vamos ceder o terreno em direito de superfície ao Estado mas primeiro temos de concluir a legalização da AUGI. Espero dentro de um mês aprovar o loteamento e depois fazer a cedência do terreno para que o processo avance”, esclareceu na ocasião Joaquim Ramos a O MIRANTE. Passados praticamente cinco meses a situação mantém-se inalterável. “O que levou a este atraso foi a legalização da AUGI. Tem que haver requisitos regulamentares que eu pensei que podiam ser resolvidos mais rapidamente e não foram”, explica o presidente. O autarca espera que ainda durante este mês ou em Fevereiro se concretize o processo de legalização. “Tivemos uma reunião há semanas com a administração da AUGI e o respectivo advogado. Estamos na fase final da aprovação do seu loteamento que vai depois permitir que façamos o registo a favor da Câmara das cedências e o direito de superfície para o Estado e se construa o posto da GNR, cujo projecto está concluído”, garante o edil.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Médio Tejo