Sociedade | 19-01-2010 09:37

Samora Correia revoltada com maus cheiros da ETAR

Os maus cheiros provenientes da ETAR da Quinta dos Gatos, em Samora Correia, concelho de Benavente, estão a revoltar os moradores, que têm feito de tudo para que o problema seja resolvido. A situação já não é nova para os moradores da Rua do Campino (onde está situada a ETAR) e também do bairro adjacente, em Samora Correia. Os maus cheiros “nauseabundos e putrefactos” já datam de Maio de 2009.Com a constituição da empresa intermunicipal, Águas do Ribatejo, a gestão da ETAR da Quinta dos Gatos, passou da Câmara de Benavente para esta identidade, começando os populares a registar diariamente a presença dos maus aromas incomodativos, provenientes deste equipamento. O problema foi de imediato levado aos responsáveis da empresa, mas a resposta mostrou-se tudo menos satisfatória para quem mora a menos de 50 metros da estação de tratamento.“As respostas que sempre tive por parte da Engenheira das Águas do Ribatejo é que tenho eu de provar que os cheiros vêm daqui. Diz-me que uma ETAR não pode cheirar a rosas. Eu sei que uma ETAR não cheira a rosas, mas também não tenho que estar a levar com este mau cheiro em minha casa”, diz revoltado José Matias Ferreira, habitante há 50 anos na Rua do Campino nº10.Passados 9 meses de queixas dos moradores, a Águas do Ribatejo realizou uma avaliação da situação, em colaboração com os técnicos da Câmara Municipal de Benavente e que resultou “na convicção de que será possível reduzir os maus cheiros com a realização de uma intervenção imediata que consiste no tamponamento do depósito que recebe os efluentes”.Os responsáveis da Águas do Ribatejo reuniram com os moradores, no passado dia 14 de Janeiro, para comunicar a resolução e afirmando que tinham sido “efectuadas consultas ao mercado para a adjudicação da obra que estimamos possa realizar-se na próxima semana”.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo