Sociedade | 21-01-2010 14:49

Solução à vista para prédio inacabado que mancha imagem de Fátima

Solução à vista para prédio inacabado que mancha imagem de Fátima
A Câmara de Ourém aprovou um projecto de alterações a um edifício inacabado, junto ao Santuário de Fátima, o que vai permitir resolver um problema com 27 anos. O esqueleto do imóvel causa uma má imagem numa zona por onde passam milhares de turistas. A construção foi embargada pelo Estado, segundo o actual presidente da Câmara de Ourém, Paulo Fonseca (PS), porque tinha uma altura desproporcionada para o local, apesar de ter sido licenciada pela autarquia. O projecto de alterações ao edifício de cinco pisos, conhecido por “prédio do Maurício”, prevê a eliminação desse último piso. O quarto piso é alterado e reduzido para piso recuado, atenuando assim o impacto negativo na zona. O Departamento de Ambiente, Ordenamento do Território e Obras da Câmara de Ourém considerou na informação ao executivo que esta intervenção vai ter como resultado final “a virtude de dignificar e requalificar urbanisticamente todo o quarteirão”. Realça que o “o aspecto bem desagradável e de abandono” que subsiste há quase três décadas, não dignifica a cidade, “impondo ao visitante uma imagem que impressiona negativamente”. Paulo Fonseca acredita que desta vez estão reunidas todas as condições para resolver o assunto. NOTÍCIA DESENVOLVIDA NA EDIÇÃO SEMANAL DESTA QUINTA-FEIRA

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1355
    13-06-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1355
    13-06-2018
    Capa Médio Tejo