Sociedade | 29-01-2010 14:06

Museu do Ar de Alverca está fechado e já só aceita visitas com marcação prévia

“Exmo. sr. visitante. O Museu do Ar transitou para as instalações na Granja do Marquês em Sintra, Base Aérea nº1, onde a sua exposição se encontra aberta ao público a partir de 29 de Janeiro de 2010. As visitas a este pólo do museu, em Alverca, poderão ser efectuadas mediante marcação prévia”. Esta é a mensagem, assinada pelo director do pólo de Alverca em 4 de Janeiro, que se encontra afixada na porta de entrada.O MIRANTE sabe que o espaço está encerrado, não porque se avizinham obras no pólo, mas porque a Força Aérea Portuguesa (FAP) rescindiu, no final do ano passado, o contrato com a empresa responsável pela limpeza – podendo assim canalizar esse dinheiro para o moderno museu que abrirá portas amanhã (ver caixa) –, a instituição militar não tem pessoal suficiente para manter as duas estruturas abertas e, até que haja uma decisão superior sobre qual o dia em que o museu abrirá uma vez por semana – como já havia adiantado O MIRANTE na edição de 24 de Dezembro último – o espaço irá continuar encerrado ao público.Entretanto o nosso jornal teve acesso ao último fax enviado pela Câmara Municipal de Vila Franca de Xira à FAP, em resposta à proposta feita pela instituição militar “de manter o pólo aberto um dia por semana, assumindo a Força Aérea os custos imputados ao pessoal envolvido”, ficando os restantes gastos ao cargo da autarquia, num valor mensal de 10 mil 125 euros, como refere o ofício enviado pela FAP à câmara, em 14 de Dezembro último, e a que o nosso jornal também teve acesso.“O município de Vila Franca de Xira informa estar disponível para assumir a gestão e funcionamento do pólo do Museu do Ar em Alverca do Ribatejo, garantindo os recursos humanos para o efeito e a limpeza e higiene das instalações”, refere o fax enviado pela câmara à FAP, datado de 18 de Janeiro.No documento pode ainda ler-se que “no contexto desta proposta o EMFA (Estado Maior da Força Aérea) deverá assegurar as condições técnicas especializadas ao funcionamento do pólo”. No entanto a resposta da autarquia é evasiva sobre se esta proposta se aplica à abertura do pólo uma vez por semana ou se pretende mantê-lo aberto todos os dias como acontecia até agora. O MIRANTE sabe que está agendada uma reunião entre as duas partes para a próxima quinta-feira, 4 de Fevereiro.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo