Sociedade | 31-01-2010 08:26

Auto-estrada é factor poluente externo no concelho de Vila Franca de Xira

Os níveis de poluição em Vila Franca de Xira não são preocupantes, mas o concelho possui um factor poluente externo que é a Auto-estrada do Norte (A1). “Os resultados não nos põe no topo daquilo que são os factores agressivos em termos ambientais e não esqueçamos que Vila Franca de Xira tem um factor poluente externo que é a auto-estrada que nos vitimiza”, explica o vereador da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, Francisco do Vale Antunes. A câmara municipal, em parceria com a Comissão de Coordenação de Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo promoveu a instalação de uma Estação de Monitorização da Qualidade do Ar, no Jardim José Álvaro Vidal em Alverca, inserida na Rede Nacional de Monitorização da Qualidade do Ar. A instalação deste equipamento, a funcionar há um ano, é considerada de grande importância por parte da autarquia, face à diversidade das fontes emissoras de poluentes atmosféricos presentes no concelho, nomeadamente o facto de ser atravessado pela A1 e EN10 e a existência de diversas unidades industriais.Vale Antunes explica que a monitorização das partículas em suspensão da Cimpor continua e informa que em abordagem recente a administração mostrou-se disponível para custear a substituição dos equipamentos que efectuam a medição dos níveis. Os dados dos poluentes (monóxido de carbono, dióxido de enxofre, óxidos de azoto, ozono e partículas PM10) são medidos diariamente e disponibilizados no site da Agência Portuguesa de Ambiente, sob a forma de concentrações médias horárias e de um índice de qualidade do ar (http://www.qualar.org/INDEX.PHP?page=4&subpage=3&estacao=3101).

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Médio Tejo