Sociedade | 24-06-2010 07:31

Assessora jurídica da Comissão de Protecção de Menores estava destituída há dois anos sem saber

A advogada América Cravo estava destituída do cargo de assessora jurídica da Comissão de Protecção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Alpiarça há dois anos sem saber. A causídica natural de Alpiarça e com escritório em Almeirim estranhou o facto de não ser convocada para reuniões nem de ser pedida a sua colaboração e recentemente pediu explicações ao presidente da comissão. Foi quando descobriu que já não fazia parte dessa estrutura. O responsável da CPCJ, Ricardo Luciano, reconhece que se esqueceu de comunicar a situação à advogada. NOTÍCIA COMPLETA NA EDIÇÃO SEMANAL

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo