Sociedade | 16-09-2010 00:16

Divergências dão à luz duas universidades seniores no Cartaxo

Não há fome que não dê em fartura. Se há seis meses o Cartaxo era a única cidade de distrito de Santarém sem Universidade Sénior, agora possui duas que foram apresentadas ao público no mesmo dia e à mesma hora, na tarde de domingo, 12 de Setembro. A Universidade Sénior do Cartaxo (USC) foi criada em Julho deste ano pela Associação Sirius cuja coordenadora era, na altura, a psicóloga Luísa Prada. Que entretanto saiu desse projecto e avançou com outro. “Divergências de ideias e opiniões” levaram à “ruptura” dos responsáveis da Sirius com a médica.“Eu queria colocar disciplinas como História da Tauromaquia e Suporte Básico de Vida e a Sirius preferia disciplinas relacionadas com Astrologia. Afastei-me da Associação Sirius porque percebi que os meus objectivos para este projecto não tinham nada a ver com os deles”, referiu Luísa Prada a O MIRANTE momentos antes do início da apresentação da Universidade da Terceira Idade do Cartaxo (UTIC) que se realizou na tarde de domingo no Centro Cultural do Cartaxo.À mesma hora, no Ateneu Artístico Cartaxense, a Universidade Sénior do Cartaxo fazia também a sua cerimónia de apresentação à população. Confrontado por O MIRANTE sobre as razões da ruptura com a antiga coordenadora da USC, o presidente da Sirius não quis entrar em polémica. “Devido a divergências inconciliáveis a doutora Luísa Prada foi convidada a sair do projecto da USC. Não íamos deixar cair o projecto só porque a coordenadora saiu. O projecto já estava em andamento, já tínhamos contactado patrocinadores”, explicou Carlos Paula, acrescentando que a USC vai funcionar no Ateneu Artístico Cartaxense a partir do início de Outubro.Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE esta quinta-feira.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1352
    24-05-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1352
    24-05-2018
    Capa Vale Tejo