Sociedade | 21-09-2010 13:12

Benavente recebe seminário “Associativismo que Futuro?”

Num momento em que o Movimento Associativo de Raíz Popular comemora o primeiro centenário, que coincide com os 100 anos da República Portuguesa, a Assembleia Municipal de Benavente desafia os dirigentes associativos, autarcas e cidadãos a, preservando a memória, olharem para os desafios do futuro e juntos delinearem estratégias de incentivo à modernização do associativismo.Benavente recebe sábado, dia 25, o seminário “Associativismo que Futuro?”. O Cine-teatro é palco de um seminário que reúne um painel de oradores com larga experiência na vida associativa. É o caso do presidente da Confederação das Colectividades de Cultura e Desporto, Augusto Flor, antropólogo, investigador e dirigente associativo com 40 anos de experiências, de Pedro Ventura, investigador na área do associativismo, presidente do Conselho Científico das Comemorações do Centenário do Associativismo, e de Ludgero Mendes, dinamizador cultural ligado ao folclore e etnografia com uma longa experiência no dirigismo associativo. O debate fica ainda completo com as intervenções de Lucinda Martins, investigadora que realizou uma tese de mestrado sobre o Associativismo no Município de Benavente, do presidente da Câmara de Benavente, António José Ganhão, autarca há mais de 30 anos em funções e de Carlos Alberto Pernes, presidente da Assembleia Municipal, dirigente associativo ao longo de três décadas.O debate será moderado por Dora Morgado, coordenadora da Comissão Permanente de Educação, Cultura, Juventude, TemposLivres, Desporto, Informação e Novas Tecnologias da Assembleia Municipal de Benavente, entidade que organiza o seminário, com o apoio da Câmara de Benavente e da Confederação das Colectividades de Cultura e Desporto.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo